Postagens

Mostrando postagens de 2006

A providência divina

“O Senhor é meu pastor; nada me faltará” (Salmos 23:1).

Ao reconhecer que o Senhor é seu pastor, Davi traz à nossa mente duas figuras pitorescas da Palestina: a ovelha e o pastor. A ovelha, por ser um animal dócil ao extremo e indefeso, tem sua sobrevivência atrelada aos cuidados do pastor. Já o pastor, caracterizado pela paciência, pelo amor e dedicação com que se relaciona com seu rebanho, chega a ponto de sacrificar sua própria vida frente a perigos como animais ferozes ou salteadores que tentam atacar suas ovelhas. Seu amor é tão grande por cada ovelha que se uma delas se desgarra, ele é capaz de deixar seu rebanho no aprisco e sair em busca da ovelha perdida até que a encontre (Lucas 15:4). Entendemos, portanto, a razão do Senhor Jesus autodenominar-se o Bom Pastor, enfatizando assim seu amor, cuidado e sacrifício por suas ovelhas, por seus filhos (João 10:11).

Deus espera que sejamos ovelhas e não bodes, pois estes, apesar da semelhança, são agressivos por natureza e nem sempre se…

Dez passos para fechar sua igreja

(Adaptado de “Como matar a sua entidade”)
1 – Não freqüente os cultos, orações, vigílias, campanhas, consagrações, ensaios, reuniões, muito menos a Escola Dominical, mas quando comparecer procure algo para reclamar.

2 – Sempre que comparecer a alguma atividade de sua congregação, encontre falhas no seu líder, seja ele/a regente, dirigente, professor/a de EBD, Auxiliar, Diácono, Diaconisa, Presbítero, Coordenador, Evangelista ou até Pastor.

3 – Nunca aceite uma incumbência dada pelo seu líder. Lembre-se que é mais fácil criticar do que realizar.

4 – Se o Ministério pedir a sua opinião sobre um importante assunto, responda que não tem nada a dizer e depois espalhe como deveriam ser as coisas.

5 – Não faça nada além do absolutamente necessário, porém, quando os obreiros estiverem trabalhando com toda boa vontade e interesse, para que tudo ocorra bem, afirme que sua Congregação está sendo manobrada por um “grupinho”.

6 – Não leia os periódicos da Igreja e converse bastante na hora dos avis…

Exaltados pelo Senhor

“Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda”(Salmos 23:5).

É comum nos dias atuais aquele tipo de pessoa que gosta de exaltar a si mesmo. São perfeitos aos seus próprios olhos, suas idéias são sempre as melhores, são os donos da verdade, verdadeiros poços de presunção e vaidade. A estes, diz a Palavra, o Senhor abaterá (Jó 40:11).

Os humildes, no entanto, são exaltados pelo próprio Deus, diante de seus inimigos (Salmos 147:6).

Davi sabia o que era ser humilhado, mas também provou o sabor de ser exaltado por Deus diante dos seus adversários.

Apesar da profissão de pastor de ovelhas ser comum na Palestina, não era vista com bons olhos pela sociedade de então.

O pastor quase sempre era nômade, pois só permanecia em determinado lugar enquanto houvesse pastos e águas límpidas para o seu rebanho. Sendo as próprias ovelhas sua única riqueza, levava uma vida rústica, sem maiores confortos. Seu passatempo predileto era cantar …