Postagens

Mostrando postagens de 2014

Beleza [nem sempre] é fundamental!

“...Quis era rico e importante. Tinha um filho  jovem e bonito, chamado Saul...” (1Samuel 9:1,2)
A sabedoria popular já diz há muito tempo: “beleza não põe mesa”, onde beleza está por mulher bonita, e não põe mesa significa não saber cozinhar. Portanto não basta um rostinho bonito ou um corpo bem definido se a pessoa é imatura ou mau caráter, por exemplo.

Ao estudarmos a vida de Saul, o primeiro rei de Israel, salta aos nossos olhos a constatação de que ele confiava demais em sua beleza e juventude. Tanto uma quanto a outra são enganosas. Começou bem, mas terminou mal.

Outro ditado afirma: “Quem ama ao feio, bonito lhe parece”. Concordo em gênero, número e grau! Lembremo-nos da descrição do Messias feita pelo profeta em Isaías 53;2: “não tinha parecer nem formosura; e, olhando nós para ele, nenhuma beleza víamos, para que o desejássemos.” Jesus não atraía as pessoas por sua aparência física, mas pela autoridade com que ministrava a Palavra de Deus. Atraía pelo exemplo, pela mansidão, pelo…

Buscando ao Senhor com Jejuns e Orações

Imagem
“... eu vesti uma roupa feita de pano grosseiro, sentei-me sobre cinzas, deixei de comer e orei com fervor ao Senhor Deus, fazendo-lhe pedidos e súplicas.” (Daniel 9:3)
Tal qual Daniel assentou em seu coração o propósito de buscar ao Senhor com orações e jejuns é importante que cada crente estabeleça um propósito sacrifício pessoal com o intuito de alcançar maior intimidade com Deus. Deve ser um tempo de quebrantamento, de arrependimento, de clamor pela unção do Espírito Santo e de busca da direção do Senhor.
Cada um de nós pode estabelecer o tipo de sacrifício a ser efetuado. Poderemos retirar uma ou duas refeições diárias, evitar refrigerantes ou doces, optar por uma dieta vegetariana ou retirar do cardápio alguma guloseima que nos é apetitosa. Podemos evitar a TV, as redes sociais ou qualquer outra atividade que tem roubado o nosso tempo de comunhão com Deus.

Porém, seja sábio e equilibrado. Evite exageros. O mais importante é manter uma atitude de submissão e reverência, afinal de co…

"MateMágica" [crônica]

Imagem
Um “bicho de sete cabeças”. Essa é a definição corrente para o componente curricular mais temido entre os estudantes. E, por tabela, professor de Matemática, quase sempre é “carrasco” (vixe, credo em cruz!). A Matemática é sempre associada a algo complicado, sem sentido e que só atrapalha a vida do alunado. E por mais incrível que pareça, apesar de ser professor desta disciplina desde o século passado, pois ingressei no magistério no ano de 1996, aos vinte e um aninhos – tão cara de moleque que certo dia o porteiro me barrou pensando que eu era aluno querendo entrar na escola sem uniforme – também pensava assim, até que descobri a beleza da “Rainha das Ciências” e decidi fazer do seu ensino minha profissão. E para seu espanto, meu caro, na Educação Básica, me saía bem melhor nas aulas de Língua Portuguesa. Notou que redijo tão bem?! Fala sério.             Acho fantástico o que Galileu Galilei afirmou: “A Matemática é o alfabeto com o qual Deus escreveu o universo”. E isto procede, haj…

O amor é lindo! [crônica]

Imagem
Amor de mãe, amor de irmão, amor de amigo, amor de mulher. O amor é algo fácil de sentir, mas difícil de explicar. Tenho um palpite de que o amor é bem mais que um sentimento. É uma escolha, é uma decisão, é sacrifício, é doação. A teologia afirma que Deus é amor. E Ele provou esse amor entregando seu unigênito Filho para morrer no lugar dos pecadores. O cruel capitalismo, que tanta competição, egoísmo e miséria tem causado à humanidade, não se acanhou em macular o imaginário coletivo sobre a compreensão do que é o amor. Tornou-o sinônimo de paixão. Transformou-o uma mercadoria barata vendida a rodo nos filmes, novelas, reclames e reality shows da vida. Reduziu algo tão sublime a um simples encontro de corpos nus, vulgarizando a imagem feminina, associando-a a um simples objeto de prazer. Esteja certo de que é falácia a declaração de que alguém pode matar por amor. Pode-se matar por paixão, por ciúme, por inveja, mas não por amor. O amor gera vida. O amor gera perdão. Sara as feridas da…

Vida de professor [crônica]

Imagem
Bisavô professor, avó professora, mãe professora e eu, pra variar, educador. Chique, não?! Parece que se intitular “educador” é mais política e pedagogicamente correto. Mas discussões semânticas e filosóficas à parte, ser professor é optar por uma das mais pelas profissões. E mais que isso. É ter vocação para o ensino, para o fomento do senso crítico, para o pensar sobre a vida e, quem sabe, sobre a morte. O ortopedista, por exemplo, pode até fazer uma criança andar, mas o professor pode fazê-la voar. É notório que nos países orientais a figura do professor é muito valorizada. Dizem que no Japão todos se curvam ante o imperador. Todos, menos uma classe: os professores. Eles acreditam que os professores detém os caminhos da sabedoria e por isso devem ser honrados. Nessas horas gostaria de ser japonês. Mas por graça divina “moro num país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza”. Sou amazônida, amapaense e “neotucuju”, com muito orgulho. Já ouvi muitos “causos” e acumulei uma me…

Em ano eleitoral... [crônica]

Imagem
É quase inacreditável os “milagres” que acontecem em ano eleitoral. E olha que sou um homem de fé. Todo político se torna atuante, os projetos acontecem, os recursos aparecem e o eleitorado, coitado que é, refém das mazelas retroalimentadas pelo poder público carcomido pela corrupção e descaso, acaba acreditando que a democracia é perfeita e que o poder – quem nos dera! – emana do povo e está a serviço do povo. Parece que política, muito distante dos ideais da antiga Grécia, virou profissão. Paga bem e quase não exige qualificações técnicas ou mesmo éticas. Vejam só meus amigos: peladeiro, mercenário, cangaceiro, traficante, meliante e até palhaço já se travestiram de tribunos e os temidos terroristas de minha infância, estão no comando da nação. E apesar de não concordar nem um pouco com o estilo de vida pregado pelo cantor Cazuza, talvez num de seus delírios – que não foram poucos – nos deixou em sua “Ideologia” uma pérola atualíssima: “Os meus inimigos estão no poder... Ideologia, e…