Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2014

"MateMágica" [crônica]

Imagem
Um “bicho de sete cabeças”. Essa é a definição corrente para o componente curricular mais temido entre os estudantes. E, por tabela, professor de Matemática, quase sempre é “carrasco” (vixe, credo em cruz!). A Matemática é sempre associada a algo complicado, sem sentido e que só atrapalha a vida do alunado. E por mais incrível que pareça, apesar de ser professor desta disciplina desde o século passado, pois ingressei no magistério no ano de 1996, aos vinte e um aninhos – tão cara de moleque que certo dia o porteiro me barrou pensando que eu era aluno querendo entrar na escola sem uniforme – também pensava assim, até que descobri a beleza da “Rainha das Ciências” e decidi fazer do seu ensino minha profissão. E para seu espanto, meu caro, na Educação Básica, me saía bem melhor nas aulas de Língua Portuguesa. Notou que redijo tão bem?! Fala sério.             Acho fantástico o que Galileu Galilei afirmou: “A Matemática é o alfabeto com o qual Deus escreveu o universo”. E isto procede, haj…

O amor é lindo! [crônica]

Imagem
Amor de mãe, amor de irmão, amor de amigo, amor de mulher. O amor é algo fácil de sentir, mas difícil de explicar. Tenho um palpite de que o amor é bem mais que um sentimento. É uma escolha, é uma decisão, é sacrifício, é doação. A teologia afirma que Deus é amor. E Ele provou esse amor entregando seu unigênito Filho para morrer no lugar dos pecadores. O cruel capitalismo, que tanta competição, egoísmo e miséria tem causado à humanidade, não se acanhou em macular o imaginário coletivo sobre a compreensão do que é o amor. Tornou-o sinônimo de paixão. Transformou-o uma mercadoria barata vendida a rodo nos filmes, novelas, reclames e reality shows da vida. Reduziu algo tão sublime a um simples encontro de corpos nus, vulgarizando a imagem feminina, associando-a a um simples objeto de prazer. Esteja certo de que é falácia a declaração de que alguém pode matar por amor. Pode-se matar por paixão, por ciúme, por inveja, mas não por amor. O amor gera vida. O amor gera perdão. Sara as feridas da…